Tecnologia

Robótica e programação poderão entrar na grade de escolas de SP; deputados aprovam projeto

Proposta segue para sanção do governador Tarcísio de Freitas; se aprovada, escolas estaduais terão 180 dias para se adequar à lei

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou, na última quinta-feira (27), um projeto de lei que inclui as disciplinas “robótica” e “programação” na grade curricular das escolas estaduais.

A medida segue agora para sanção do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Segundo o texto, a carga horária semanal das disciplinas será de 50 minutos semanais. As escolas da rede pública terão 180 dias para se adequar à lei.

“O mais importante em implementar essas matérias nas escolas estaduais de São Paulo é preparar os alunos para os novos modelos de trabalho requeridos pelo atual mercado de trabalho”, justificaram no texto do projeto os deputados Guto Zacarias (União Brasil), Lucas Bove (PL), Rafael Saraiva (União Brasil) e Gil Diniz (PL).

Os parlamentares citam também como justificativa “o aumento do interesse e da criatividade dos alunos que desde cedo têm integração com a tecnologia”.

Ainda de acordo com o projeto, estão entre os objetivos da inclusão das matérias na grade curricular:

favorecer a interdisciplinariedade;


promover a integração de conceitos de diversas áreas, tais como: linguagem, matemática, física, eletricidade, eletrônica, mecânica, arquitetura, ciências, história, geografia e artes;


desenvolver aspectos ligados ao planejamento e organização de projetos;


motivar o estudo e análise de máquinas e mecanismos existentes no cotidiano do aluno de modo a reproduzir o seu funcionamento;


estimular a criatividade tanto na concepção das maquetes como no aproveitamento de materiais reciclados;


desenvolver o raciocínio e a lógica na construção de maquetes e de programas para controle de mecanismos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo